O Cras (Centro de Referência da Assistência Social), é uma unidade pública onde são ofertados serviços de proteção, acompanhamento sociofamiliar, atenção e assistência a família e a quaisquer indivíduos em situação de vulnerabilidade social.  

 

O Creas (Centro Especializado de Assistência Social) é uma unidade pública onde são atendidas famílias com vulnerabilidade mais agravada, que estão em situação de violência e que perderam seus direitos. 

 

O Cras trabalha na prevenção, para que não haja uma ruptura, mas não recebem denúncias, trabalham em conjunto com o ministério público e com o conselho tutelar. 

 

Os psicólogos que trabalham no Creas ou no Cras, tem como função prevenir que aconteçam situações de risco, e contribuir para que os indivíduos possam se desenvolver adequadamente, dar apoio e orientação para quem necessita. 

Para isso, desenvolvem juntamente com outros profissionais, projetos sociais que auxiliem as famílias atendidas pela instituição, que estão em situação de vulnerabilidade.O trabalho desses psicólogos é semelhante ao trabalho feito pelo assistente social.

 

O objetivo do psicólogo do Cras e do Creas é promover a qualidade de vida da população, e auxiliar na eliminação da discriminação, opressão e violência.  

 

Deve garantir a família atendida, acesso a seus direitos sociais e buscar criar um ambiente de acolhimento para o fortalecimento de vínculos comunitários, trabalhando pela reconstrução das relações familiares.

 

Porém, essas ações não possuem caráter terapêutico, os psicólogos dessas instituições não devem ter a mesma função que um psicólogo clínico.

 

Para trabalhar no Cras ou no Creas é preciso passar  por um concurso. A quantidade de pessoas atendidas e quantidade de pessoas que procuram o Cras variam de acordo com a cidade.

Veja também sobre o CAPS.

Cras e Creas