O escritor é o profissional que utiliza a escrita para comunicar suas ideias e sentimentos. Essa comunicação pode acontecer de diversas maneiras, através de romances, poemas, contos, ensaios e muitas outras formas de literatura.

Porém, infelizmente, é muito difícil viver de escrita no Brasil, isso acontece porque poucos brasileiros têm o hábito de ler regularmente, e menos ainda de ler livros de autores brasileiros.

 

Hoje em dia, somente a literatura infanto-juvenil e livros de pessoas famosas conseguem atrair uma demanda considerável.

Apesar disso, o mercado brasileiro tem uma vantagem, não há muitos escritores, portanto tem espaço para novos (o que não acontece no mercado internacional, onde a competição é muito acirrada).

 

Muitas vezes, o escritor fica com uma percentagem muito pequena daquilo que consegue vender, cerca de 5 a 10%, o restante é da editora, que é responsável pelos custos de impressão e distribuição.

Por conta disso, a maioria dos escritores realizam outras atividades além de escrever, como eventos literários e debates. Muitos têm outras profissões, as mais comuns são jornalistas e professores universitários, ou trabalhando nas próprias editoras, como redatores, tradutores, revisores, etc.

 

Ter duas profissões não está restrito a escritores amadores, e nem a nossa época. Machado de Assis foi um burocrata boa parte de sua vida, Guimarães Rosa foi médico e diplomata. E se você olhar a biografia de outros escritores (brasileiros) dificilmente irá encontrar um que foi somente escritor.

Como publicar um livro?

Qualquer pessoa pode publicar um livro, independente da sua formação. Na verdade não é preciso ser formado em nada, até menores de idade podem escrever e publicar um livro.  

 

Há várias maneiras para isso, a maioria das vezes é preciso uma editora intermediando, mas também é possível publicar um livro de maneira totalmente independente, saiba mais abaixo:

A primeira opção, e a mais comum é enviar seu livro para uma editora, se ela acreditar que ele tem potencial, ele será publicado e o autor ganha uma porcentagem das vendas.

 

Dessa maneira o escritor não tem custo nenhum, quem arca com todas as despesas é a editora.

 

Mas essa é também a maneira mais difícil de seu livro ser publicado, como foi dito, o mercado literário não está muito aquecido, e isso faz com que as editoras sejam muito rigorosas com os livros que vão publicar.

Uma dica importante: quando você for enviar seu livro para uma editora, certifique-se de que essa editora costuma publicar livros que falem do mesmo assunto que o seu, pois se você escreveu um romance policial e enviar para uma editora que publica livros infantis, não importa o quão bom seja seu livro, ele não vai ser publicado nessa editora.

Mas há diversos tipos de editoras, que podem publicar seu livro de diferentes formas, saiba mais abaixo:

 

Grandes editoras (de grande tiragem)

As editoras de grande tiragem só trabalham com impressão de grandes quantidades.

 

Quando você trabalha com uma editora como essa, o seu livro terá mais visibilidade, provavelmente você venderá mais, e tem mais chances de ter lucro.

 

Se for pagar pela publicação do seu livro e escolher uma editora de grande tiragem, vai sair mais caro, mas se tem realmente intenção de ser um escritor profissional, o investimento pode valer a pena.

Pequenas editoras (de pequena tiragem)

As editoras de pequena tiragem aceitam trabalhar com livros em pequenas quantidades.

 

Normalmente os livros publicados por essas editoras dão menos lucro, exatamente por serem poucos exemplares, mas o investimento sai mais barato, se você tiver a intenção de publicar de maneira independente.

 

Apesar de dar menos lucro, optar por uma editora de baixa tiragem pode ser uma boa ideia, pois muitas editoras pequenas possuem um nicho. 

 

Por exemplo, se você quer publicar um livro infantil, pode ser mais vantajoso por uma editora pequena que só publicam livros infantis, do que uma editora grande, pois essa editora vai conhecer melhor o mercado que você quer atingir.

Que fazem impressão sob demanda

A impressão por demanda funciona da seguinte maneira: O livro fica disponível no site da editora, mas nenhuma cópia foi impressa, quando alguém se interessa pelo livro a editora imprime e envia.

 

Porém normalmente a editora só oferece a plataforma para você disponibilizar o seu livro, não se responsabiliza pela revisão, capa, etc.

 

Uma desvantagem é que o livro acaba saindo muito caro para quem vai comprar, pois o custo unitário de uma impressão é muito maior do que várias.

 

É importante dizer, que esse tipo de impressão já foi associado à má qualidade, principalmente pelo fato da editora não se responsabilizar pelo material.

 

Mas isso não significa que os livros que são publicados dessa maneira não sejam bons, porém você terá muito mais trabalho do que apenas escrever o livro, se quiser que ele seja de qualidade.

 

É uma ótima opção para quem não tem muito dinheiro para investir (é gratuito).

E-books

Outra opção que vem crescendo cada vez mais são os e-books. O e-book é um livro em formato digital, a editora não precisa imprimir e os custos são bem menores, por conta disso, há menos barreiras entre escritores e editoras, e os escritores ganham uma porcentagem muito maior nas vendas.

 

Funciona praticamente da mesma maneira que os livros sobre demanda, a diferença é que não há impressão.

Sites que publicam e-books de maneira independente: Amazon KDP Select, publique-se da Saraiva, simplíssimo.com, Kobo writing life; oficina de livros

 

Redes sociais

Se você é um escritor iniciante, uma boa maneira de iniciar sua carreira é participando de redes sociais de livros.

 

Você pode publicar seu livro e ler livros de outras pessoas, tudo de maneira gratuita. Apesar de não ganhar nada financeiramente, você fica sabendo o que as pessoas acharam do seu livro, e se muitas pessoas visualizaram ou não (se o livro fez sucesso) e pode é claro, se tornar conhecido.

 

Já houve casos de editoras grandes entrarem em contato com escritores que fazem sucesso nessas redes sociais.

As principais redes sociais que realizam esse tipo de serviço são o wattpad e o widbook. Mas há várias outras redes sociais que não necessariamente são de publicação mas para leitores, como o skoob, livreto, orelha do livro e aquelas que publicam fanfics e coisas relacionadas.

Qual curso fazer para ser escritor?

Para ser escritor, não existe uma graduação específica, aliais se você quer publicar um livro não precisa de graduação nenhuma. A melhor maneira de estudar para ser escritor é lendo, e escrevendo.

Apesar de não ser um requisito, fazer uma faculdade é muito bom, não só para adquirir conhecimento, mas para ter uma profissão reserva.  

 

As faculdades mais comuns para escritores são: letras, jornalismo, comunicação e até mais específicas, como produção editorial.

Além da graduação, há diversos cursos online, presenciais e oficinas de literatura, que podem ser feitos para melhorar a escrita e saber mais sobre literatura, como cursos de escrita criativa e de literatura.

Aqui no Brasil a única faculdade que oferece curso técnico de escrita criativa é a PUCRS. 

Veja também sobre a profissão de roteirista.

Escritor