Onde o astrônomo pode trabalhar?

Segue abaixo os principais lugares que um astrônomo encontra trabalho.

INPE

 

O INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) é um instituto que foi criado com o objetivo de capacitar o país nas pesquisas científicas e tecnologias espaciais, é ligado a agência espacial brasileira.

O INPE realiza pesquisas em diversas áreas, como ciências espaciais e atmosféricas, previsão do tempo e estudos climáticos, engenharia e tecnologia espacial, observação da Terra, observações astronômicas, astrofísica, entre outros.

 

Também desenvolve diversos projetos ligados a engenharia de satélites, monitoramento do clima espacial, meteorologia, além de cursos e palestras.

 

O INPE contrata pesquisadores de tempos em tempos, normalmente o processo seletivo é feito por meio de um concurso bastante rigoroso.

 

O candidato realiza uma prova escrita, para testar seus conhecimentos, e também passa por uma análise curricular (analisam seu currículo acadêmico). Portanto é importante que você tenha desenvolvido pesquisas e construído um bom currículo acadêmico.

 

Contratam também profissionais temporários e ofertam bolsas de pesquisa para projetos específicos.

Observatório Nacional

O observatório nacional é um instituto de pesquisa ligado ao antigo ministério da tecnologia. Esse instituto se dedica a realizar pesquisas e oferta pós-graduação, atua nas áreas de astronomia, geofísica e metrologia em tempo e frequência.

Além disso, realizam divulgação científica, como feiras e visitas a escolas, também ofertam cursos a distância e divulgam e geram a hora legal brasileira.

O Observatório Nacional contrata pesquisadores e tecnólogos. Para trabalhar lá, é preciso passar por um concurso.

 

O concurso para o observatório é bastante rigoroso, o candidato passa por uma prova escrita a respeito de um determinado tema e apresenta as pesquisas realizadas por ele. 

 

Além de ter o currículo examinado, é verificado as atividades acadêmicas já realizadas, como publicações (artigo científicos que foram publicados) e se já deu aulas.

 

Laboratório Nacional de Astrofísica

O LNA é um instituto de pesquisa, vinculado ao antigo ministério da tecnologia, que tem como principal atividade a administração dos observatórios Gemini, Soar, Pico dos dias e CFHT, além de desenvolver pesquisas na área de astrofísica.

O LNA contrata pesquisadores, estagiários e oferta bolsas de estudo.

 

Para trabalhar no Laboratório Nacional é preciso passar por um concurso, que é composto de diversas etapas,  prova escrita, análise de títulos (se tem mestrado e doutorado) e apresentação de seus projetos de pesquisa.

 

Centros de ciências e planetários

Centros de ciência e planetários são espaços de divulgação científica. Nos planetários há locais de apresentações sobre astronomia, que simula o céu e os astros.

 

O astrônomo pode trabalhar nesses locais, participando da divulgação. Normalmente para trabalhar nesses centros só é preciso da graduação.

No Brasil existem 29 planetários. Eles estão localizados nas cidades de Fortaleza, Olinda, Parnamirim, João Pessoa, Garanhuns, Aracajú, Feira de Santana, Goiânia, São Paulo, Americana, Brotas, Campinas, Itatiba, Santo André, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Curitiba, Araucária, Londrina, Foz do Iguaçu, Florianópolis, Porto Alegre, Santa Maria.

 

Há vários centros de ciência no país, a grande parte deles fica em universidades.

 

Controle de Satélites

No Brasil também há espaço para quem deseja trabalhar com controle de satélites, no setor privado. Algumas poucas empresas possuem um centro de operação de satélites, como a Embratel. 

 

Essas empresas contratam astrônomos que entendam de mecânica celeste, mas é uma atividade bem restrita, e a contratação de engenheiros é mais comum. Esses satélites são usados por empresas, bancos e órgãos.

 

Agências Espaciais

 

 

Agência Espacial Brasileira

A Agência Espacial Brasileira, é responsável por articular a política espacial no Brasil, e promover a autonomia do setor espacial do Brasil, é responsável também pelo programa espacial brasileiro. É a “NASA brasileira”.

As principais atividades realizadas pela agência espacial, são testes com foguetes e lançamento de satélites.

 

Há diversos satélites brasileiros no espaço, a maioria deles são de monitoramento, com a finalidade de monitorar florestas para controlar o desmatamento, e a costa marítima brasileira.

Para trabalhar na agência espacial brasileira, é preciso passar no concurso, a AEB contrata analistas e técnicos em tecnologia, que irão participar de projetos específicos, e também profissionais que cuidam da gestão de políticas espaciais.

 

Normalmente o concurso exige formação na área de exatas, mas nenhuma específica. Dependendo do cargo é exigido experiência anterior na área, além da aprovação no concurso.

Infelizmente o programa espacial brasileiro está bastante atrasado em relação aos outros países, é um programa bem básico, há poucos investimentos e não há um planejamento de atingir objetivos grandiosos, como explorar a lua, ou outros planetas.

As principais atividades são lançar satélites brasileiros no espaço.​

 

Agências Espaciais Internacionais

Segue abaixo uma lista das principais agências espaciais do mundo.

 

Brasileiros não podem trabalhar oficialmente em agências internacionais, pois é preciso ser cidadão do país, mas é possível participar de projetos, saiba mais no texto abaixo.

 

NASA

A NASA é a maior e mais famosa agência espacial, é a agência responsável por levar o homem a lua, e diversos outros projetos. Seu mais recente projeto grandioso é o recrutamento de astronautas para ir á Marte.

Se você tem o sonho de trabalhar na NASA, como muita gente tem, e não é americano, saiba que é possível sim. 

 

Não é possível ser um funcionário oficial da NASA sendo estrangeiro, mas você pode participar de projetos desenvolvidos pela agência.

 

Há diversos estrangeiros na NASA, que participam e já participaram de projetos, e alguns são brasileiros, como Gustavo Costa e Duília de Mello.

Se você tem esse interesse, é preciso ter experiência na sua área de pesquisa e boas recomendações, procure saber em quais projetos a NASA está envolvida, se for na sua área, você pode pedir para fazer parte.

 

Uma boa maneira de ter contato com a NASA é participando de congressos onde os profissionais que trabalham lá apresentam seus trabalhos.

 

Muitas dessas informações podem ser encontradas no site da NASA.

A NASA precisa dos mais variados profissionais, não somente astrônomos e físicos, precisa de químicos, engenheiros, biólogos, programadores e muitos outros.

Se você possui cidadania americana, você pode se candidatar a vagas no site da NASA, existem vagas específicas para recém formados (similar a um programa de trainee) e há também vagas específicas que são divulgadas de tempos em tempos, todas elas são divulgadas online, a candidatura também é online.

​ 

Roscosmos

A Roscosmos é a agência espacial russa.

A Russia é pioneira em exploração espacial, foi responsável por levar o primeiro homem ao espaço e a diversos outros projetos, como enviar sondas para estudar Vênus e também o Cometa Halley.

 

Com a queda da União Soviética o programa desacelerou, mas hoje a Roscosmos é uma das principais agências envolvidas na estação espacial internacional, ela também está envolvida com turismo internacional.

 

JAXA

A JAXA é a agência espacial japonesa, dentre seus projetos atuais estão uma sonda que está em órbita na lua, fazendo mapeamento geográfico. Também possui um veleiro solar que irá examinar Vênus.

 

Agência espacial Europeia

A agência espacial europeia, conhecida como ESA, é a agencia espacial da Europa, com sede na França.

 

Entre os programas desenvolvidos pela ESA, estão missões de exploração não tripuladas para lua e outros planetas, ela também faz parte da Estação Espacial Internacional.

 

Agência Espacial Chinesa

A China é a terceira nação a levar um homem ao espaço, e tem a intenção de fazer outras missões, também irá realizar uma missão não tripulada para colher amostras do solo da lua e Marte, e construir um sistema de observação terrestre.

O Estados Unidos barrou a entrada dos chineses na Estação espacial Internacional, com receio de que sua tecnologia seja utilizada para fins militares, por conta disso, eles anunciaram que farão sua própria estação espacial com ajuda da Russia e Europa.

Como já foi dito no início do texto, é preciso ser cidadão do país para trabalhar em um agência espacial, mas da mesma maneira que a NASA, você pode fazer parte de um projeto, se sua área de pesquisa for relacionadas as atividades da agência.

Veja também como é o curso de astronomia.