Onde o internacionalista pode trabalhar?

 

 

O internacionalista pode trabalhar em diversos lugares, abaixo será falado sobre os principais, que são :

 

Empresas, Embaixadas, Interpol, ONU, Abin, Ministérios, Banco Mundial. Saiba mais sobre cada um abaixo.

Empresas

O internacionalista tem um grande campo de atuação no setor privado. Segue abaixo os principais tipos de empresas que contratam esse profissional.

Multinacionais  - É o principal local de trabalho dos internacionalistas no setor privado, são empresas de grande porte que atuam em diversos países, podem ter todos os tipos de negócio. O internacionalista que trabalha em multinacionais pode desempenhar muitas atividades, realizar negociações com clientes e fornecedores, estudos de mercado etc. 

 

Bancos - Pode não parecer, mas muitos bancos contratam internacionalistas (a maioria dos bancos são grandes empresas e alguns são multinacionais). Em bancos o  internacionalista realiza as mesmas atividades que faria em outra empresa, mas é importante que goste do mercado financeiro.

 

Bancos de investimentos -  Os bancos de investimento são instituições financeiras que realizam operações de investimento. Os investimentos, e quais os bons e ruins estão diretamente relacionados com a conjuntura, e com a conjuntura internacional.

 

Empresas exportadoras e Importadoras - São empresas que trabalham com produtos que são importados ou exportam seus produtos. Essas empresas demandam o trabalho do internacionalista principalmente para acompanhar o processo de importação ou exportação.

 

Empresas de consultoria - Empresas de consultoria são empresas que prestam serviço de aconselhamento, diagnósticos e desenvolvem soluções sobre determinado assunto. 

 

As empresas mais comuns de consultoria na área de relações internacionais são: que prestam consultoria a assuntos relacionados a imigração e emigração, elaboração de estudos e análises referente a conjuntura internacional, intermediação de negócios internacionais, comparação entre legislações de países diferentes e prospecção de mercados internacionais.

Embaixadas

 

Embaixadas são representações oficiais do país em território estrangeiro, é o local de trabalho do embaixador.


É o nível mais elevado de uma representação estrangeira. As embaixadas são responsáveis por qualquer relacionamento entre organismos internacionais e negociações entre países.

 

Além de abrigar o embaixador e o corpo de trabalho da missão diplomática, a embaixada tem funções como autorizar visto de entrada, expedir passaporte, procurações, registros de nascimento, casamento e óbito, e legalizar documentos nacionais para cidadãos do país que representa.

 

Podem também prestar assistência a brasileiros que vivem no exterior, se necessário.

 

Consulados

Os Consulados e Vice-Consulados têm como principal função a proteção dos indivíduos e das empresas brasileiras que estão em outros países.

 

Os consulados podem expedir passaportes e vistos, e oferecer qualquer tipo de assistência necessária aos brasileiros que estejam em viagem ou moradia no exterior.

 

É informado sempre que houver problemas relativos a detenção, prisão ou ao falecimento de cidadãos brasileiros fora do Brasil. 

Porém, não é responsável por despesas que possam ter, nem com contratação de advogados para defesa em órgãos judiciários, salvo em casos excepcionais.

 

Os consulados brasileiros têm plantões 24 horas para atender a emergências. As embaixadas também contam com seções consulares, que atuam como os consulados.

 

Os consulados, assim como as embaixadas são local de trabalho de diplomatas e oficiais de chancelaria. 

 

Delegações Missões e Escritórios

 

Missões diplomáticas e embaixadas tem o mesmo significado.

As Delegações são compostas por grupos de diplomatas, que passam a atuar em um organismo internacional com um objetivo.

O Brasil tem delegações junto à ALADI (Associação Latinoamericana de Integração) ao Mercosul,  junto à Unesco, e também há uma missão com às Nações Unidas.

 

Os Escritórios são representações brasileiras onde não há Embaixadas ou Consulados. Pode existir um escritório comercial, por exemplo, para tratar dos interesses comerciais do Brasil em determinado lugar.  

 

 

Interpol

Para saber como trabalhar na Interpol, clique aqui.  

ONU

 ​​​Para saber como trabalhar na ONU, clique aqui

ABIN

A Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) é o serviço de inteligência do Brasil (é a CIA do Brasil).

 

Tem como função principal, investigar ameaças reais e potenciais, e identificar oportunidades de interesse da sociedade e do Brasil analisando fatos e eventos. 

 

A Abin foi criada oficialmente em 1999, para substituir o SNI, que operava na ditadura militar.

 

É um órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência, e integra a Presidência da República. A missão da Abin é assegurar que a presidência tenha acesso a informações que envolvem defesa externa, segurança, relações exteriores, e assuntos relacionados.

 

As principais atividades realizadas pela Abin são relacionadas a processamento e busca de informações que dizem respeito a diversos assuntos pertinentes para o país, os principais assuntos tratados são:

 

Segurança 

 

Analisa fatores que possam prejudicar a segurança nas fronteiras, como a dinâmica migratória e social, atividades criminosas como contrabando, narcotráfico, tráfico de pessoas e terrorismo.

 

Detecta e bloqueia ações de espionagem contra a defesa do país.

Monitora também o que pode ser indícios de ações terroristas, como falsificação de documentos, aquisição de armas, vínculo com organizações terroristas, transferência de dinheiro a países com forte presença terrorista, divulgação de ameaça, discursos extremados, e coisas afins. 

 

No final de 2015, por exemplo, a Abin descobriu que alguns jovens brasileiros estavam se interessando pelo Estado Islâmico. 

 

Migração 

 

A Abin busca compreender o impacto da migração no país, atua em crimes que possam envolver os migrantes, sejam eles criminosos ou vítimas.

 

Meio Ambiente 

 

Atua na preservação das áreas que são protegidas, situações que ameacem o ecossistema brasileiro, como desmatamento, garimpagem ilegal, tráfico de animais, e coisas afins.

 

Além disso a Abin monitora as transformações climáticas, pois afeta o desenvolvimento socioeconômico brasileiro. Produz relatórios e entrega a presidência com o intuito de auxiliar na tomada de decisão na hora de implementar políticas.

 

Lavagem de Dinheiro 

 

A Abin também realiza análises relacionadas a vulnerabilidade da estrutura financeira ao crime de lavagem de dinheiro.

 

Para trabalhar na Abin é preciso passar por um concurso público. O processo todo consiste, além da prova do concurso, uma investigação social (investigam a sua vida), avaliação médica e psicológica, e aprovação no curso de Formação em Inteligência (que é feito após passar no concurso).

Ministérios

Os principais ministérios que ofertam vagas para internacionalistas, e tratam de questões internacionais são:

 

Ministério das Relações Exteriores 

 

O Ministério das Relações Exteriores ou Itamaraty é o órgão do governo responsável pelas relações do Brasil com os demais países, e pela participação brasileira em organizações internacionais. Tem como função executar a política externa.

Os funcionários integrantes do Ministério das Relações Exteriores são os oficiais  de chancelaria e diplomatas

 

Ministério do Desenvolvimento Industria e Comércio Exterior 

 

O MDIC tem como objetivo, formular, executar e analisar políticas públicas, a fim de promover a competitividade do comércio exterior e inovação .

 

O MDIC possui vários projetos, alguns deles são:

 

Investigação de países e empresas que praticam dumping, se eles estão sujeitos a uma medida anti dumping (dumping é quando uma empresa estrangeira cobra um preço muito abaixo do cobrado pelo mercado interno, caracterizando uma concorrência desleal). 

 

Apoio aos exportadores, gestão de políticas públicas de apoio a exportação, disponibilização de diversas informações, e outros serviços.

 

Como trabalhar no MIDIC?

 

Para trabalhar no MIDIC é preciso passar por um concurso público.

 

O cargo mais comum para os profissionais de relações internacionais é analista de comercio exterior.

 

Esse profissional tem como função implementar e avaliar políticas públicas relacionadas a comércio exterior. 

O analista trabalha promovendo o comércio, fazendo negociações internacionais, com defesa comercial, balança de pagamentos e coisas afins.

 

O salário é em torno de 12.000 reais. 

 

Banco Mundial

 

O Banco Mundial é uma instituição financeira que oferece empréstimos a países em desenvolvimento, com o objetivo de promover o crescimento, desenvolvimento econômico e redução da pobreza.

 

Além disso, possui diversos projetos em vários países, com a finalidade de reduzir a pobreza, melhorar a saúde, educação e áreas afins.

 

Aqui no Brasil, por exemplo, há um projeto do Banco Mundial para prevenção de incêndios florestais.

 

 Como trabalhar no Banco Mundial?

 

Existem várias formas de trabalhar no Banco Mundial. Há vagas específicas que abrem de tempos em tempos, e alguns programas de recrutamento, como o programa de jovens profissionais, profissionais junior e programas de estágio. 

 

Cada vaga e programa pedem habilidades diferentes. No geral, se você se interessa em trabalhar no Banco Mundial, é importante que fale inglês fluentemente, e mais outra língua, e que tenha bom desempenho acadêmico. 

 

Em muitos cargos pedem mestrado e doutorado, ter experiência de trabalho internacional, e ter exercido funções relacionadas a assuntos políticos e de desenvolvimento. 

 

Se envolver em projetos de caráter social, como trabalhos voluntários, relacionados aos temas tratados pelo banco mundial, como pobreza e meio ambiente, contam muitos pontos no currículo.  

 

O processo seletivo depende muito da vaga e do tipo de emprego que está se candidatando, mas é comum que os candidatos tenham que passar por uma série de entrevistas e por um painel, onde é avaliado sua conduta expressão e outras habilidades.

 

Quem trabalha no Banco Mundial atua nas áreas de economia, ciências sociais, finanças, educação, política internacional e outras.

 

'Para saber informações detalhadas das maneiras de recrutamento, programas e vagas em aberto  acesse o site do Banco Mundial  web.worldbank.org - no fim da página clique em jobs.

ONGS

Existem diversas ongs que atuam internacionalmente e com questões internacionais, como por exemplo, Caritas, Instituto Global Attitude, WWF, Oxfam e muitas outras.

Ongs que tratam de questões internacionais demandam bastante o trabalho do internacionalista, que podem realizar atividades de mediação, negociação, pesquisa, análise da conjuntura, e outras, atividades muito parecidas com as de uma empresa.

O processo seletivo também é bem parecido com de uma empresa normal. Ter realizado trabalho voluntário, participado de projetos sociais e trabalhado fora do país contam pontos para o currículo.

Saiba mais sobre o curso de Relações Internacionais.