Mercado de trabalho para medicina

 Apesar de ser um profissional bastante requisitado, que quase nunca está desempregado, o mercado de trabalho para o médico não é muito glamouroso. 

 

O médico pode chegar a ganhar bastante dinheiro, mas para isso é preciso tempo e experiência. Não é todo médico que ganha bem, e abrir um consultório não significa necessariamente que irá ganhar muito dinheiro.

Hoje no Brasil, há muitos médicos, mas o mercado está longe de estar saturado. O problema é que estão muito mal distribuídos, a grande maioria está concentrada nas regiões Sul e Sudeste e em grandes centros.

 

Locais mais afastados, no interior e as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, sofrem de uma grande falta de médicos. E isso nada tem a ver com remuneração, pois o salário é alto nessas regiões também.

 

 

Onde você pode trabalhar?

 

 

Hospitais particulares

Hospitais atendem pessoas que estão em estado mais grave de saúde. Um hospital possui em seu quadro de funcionários vários médicos, com diversas especialidades, cardiologistas, neurologistas, pediatras, obstetras, etc.

 

A quantidade de profissionais que trabalham em um hospital varia de acordo com o tamanho do hospital.

 

Hospitais particulares normalmente têm uma infraestrutura melhor, por terem mais recursos, e remuneram melhor seus funcionários.

 

Hospitais públicos

Infelizmente os Hospitais públicos possuem menos recursos que os particulares, e muitas vezes as condições de trabalho para o médico é muito difícil.

 

Esses hospitais recebem uma grande quantidade de pacientes, e é muito comum que o médico fique sobrecarregado.

 

Apesar disso, há hospitais públicos que possuem um atendimento muito bom, e ao contrário que muita gente pensa, os médicos que trabalham nesses hospitais não ganham mal, o salário costuma ser alto.

Apesar das condições de trabalho não serem fáceis, o setor público é onde mais necessita de profissionais competentes e bem dispostos, pois a população que utiliza esse serviço não tem outra opção.

Para trabalhar em um hospital público é preciso passar em um concurso.

 

Postos de saúde

Um posto de saúde ou unidade básica de saúde, é um local destinado a atender a uma população de determinada região.

 

O posto de saúde possui em seu quadro de funcionários médicos e dentistas, e se destina principalmente a prevenção, não atendem casos graves e emergências.

 

Nos postos de saúde, os salários dos médicos são bem menores, porém, eles trabalham bem menos, cerca de 2 ou 4 horas por dia.

 

É muito comum que esses médicos tenham outro emprego além desse.

 

Para trabalhar em um posto de saúde também é preciso passar por um concurso.

 

Clínicas particulares

O médico pode também abrir sua própria clínica, e atender de maneira autônoma, em qualquer especialidade.

 

Abrir uma clínica é a mesma coisa de abrir um negócio, e apesar de médicos normalmente não terem problemas de clientela (pois todo mundo precisa de um médico) é importante ter conhecimentos básicos sobre gestão.

 

Principalmente se você tem a intenção de abrir uma clínica em lugares onde a concorrência é maior. Além disso, é preciso ter uma certa quantidade de dinheiro para investir. 

Administração de hospitais

O médico pode também seguir uma carreira mais administrativa, e trabalhar gerenciando hospitais.

 

O trabalho desse profissional envolve: definir o número de médicos e enfermeiros que terá em um hospital, o controle de estoque de materiais, as especialidades que serão ofertadas no local, entre outras tarefas relacionadas.

 

Normalmente esse profissional já tem uma grande experiência e trabalhou como médico em hospitais por um longo período de tempo.

 

Carreira acadêmica

A área acadêmica se dedica a pesquisas científicas. As pesquisas em medicina têm o intuito de encontrar novas informações e novas maneiras de tratar doenças, encontrar uma possível cura e preveni-las.

 

Graças a esses estudos, hoje as pessoas doentes tem mais chances de cura, e melhores condições de vida.

 

Se você tem interesse em trabalhar para encontrar curas, tratamentos e informações que ainda não existem, essa é a área que deve seguir.

Para seguir carreira acadêmica, é preciso continuar os estudos e ir além da graduação e residência, fazer mestrado e doutorado.

É muito comum que o pesquisador trabalhe em uma universidade e seja professor também, mas não é necessário ter as duas profissões, existem institutos de pesquisa que não possuem vínculo com universidades, e que contratam somente pesquisadores.

O profissional que escolhe carreira acadêmica pode realizar pesquisas na área que quiser.

 

Se você se interessa por alguma área específica, pode verificar no site do departamento de medicina da faculdade que pretende cursar, quais as áreas de pesquisa dos professores que trabalham nessa faculdade. Dê preferência a faculdades que tenham professores que trabalham com a área que você se interessa.

Um pesquisador pode chegar a ganhar muito bem, mas para isso é preciso tempo e muita dedicação.

 

Os resultados não aparecem rápidos, pode acontecer de ficar anos e anos em uma pesquisa que não dê resultado nenhum, mas quando dá certo é capaz de gerar um impacto gigantesco.

Se você se interessa em seguir carreira acadêmica a dica é se envolver no máximo de atividades acadêmicas possíveis ao longo da faculdade, procure fazer projetos de iniciação científica, e outros projetos de pesquisa, se houver, e se preocupe em ter um bom histórico escolar.

As pessoas que se dedicam completamente a pesquisa podem receber bolsas para se dedicar somente aos estudos. 

São ofertadas bolsas para mestrado, doutorado e para pesquisadores que participam de um determinado projeto. Essas vagas para pesquisadores normalmente são divulgadas no site das secretarias de extensão das faculdades.

As bolsas normalmente são concedidas  pelo CNPQ, CAPES ou alguma fundação, como a Fundação Araucária.


Para conseguir uma bolsa é importante (não necessariamente determinante) ter bom desempenho acadêmico, realizar atividades acadêmicas e ir bem na prova do mestrado/doutorado. 

 

Organizações Não Governamentais

O médico pode trabalhar também em ONGs, realizando trabalho voluntário ou não. As organizações mais conhecidas que demandam o trabalho de um médico são:

Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras é uma organização que presta serviço médico a vítimas de conflitos armados, desastres naturais, epidemias e situações de emergências.

Para trabalhar no Médico Sem Fronteiras, é preciso passar por um processo seletivo muito rigoroso.

A primeira etapa do processo é a análise de currículo, analisam onde trabalhou, onde estudou, se já trabalhou em uma organização etc. 

 

A segunda etapa é uma entrevista. E a última etapa uma atividade presencial, para analisar seu desempenho na prática.

O trabalho não é voluntário, você receberá um salário.

Saiba mais aqui.

 

Cruz Vermelha

A Cruz Vermelha é uma organização que presta atendimento médico e possui outros programas comunitários. Ela contrata funcionários para trabalharem nas suas unidades, mas é possível trabalhar como voluntário também.

Para trabalhar na Cruz Vermelha, é preciso se candidatar em uma das vagas que são divulgadas no site deles.

 

Para trabalhar como voluntário, é preciso se inscrever no site deles e passar por um curso de capacitação. Saiba mais aqui.

 

Além do Médico Sem Fronteiras e da Cruz Vermelha, aqui no Brasil há várias ONGs que demandam o serviço de médicos, normalmente trabalho voluntário, como o Doutor das Águas, Amigos do Bem, Projeto CIES, Instituto horas da vida.

 

 

Outros lugares

O médico pode trabalhar em outros lugares além dos mencionados acima. Os especialistas em medicina esportiva, por exemplo, podem trabalhar junto a um time esportivo.

 

E os especialistas em patologia podem trabalhar e laboratórios.

 

O exército contrata médicos também.

Saiba mais sobre medicina.