Setor Público

Ministérios

Um ministério tem como função, alocar da melhor maneira possível os recursos do governo em projetos que resolvam problemas de determinada área.

 

Por exemplo, o Ministério da Educação tem como principal função desenvolver projetos e medidas que promovam um ensino de qualidade no país.

 

Um economista pode trabalhar em diversos ministérios do governo, quase todos abrem vagas para esse profissional. Mas é mais comum encontrar economistas trabalhando no Ministério da Fazenda ou no Ministério do Planejamento.

Diferente dos outros, o Ministério da Fazenda tem como função formular a política econômica, e também realizar a fiscalização de como ela será implementada.

Para trabalhar em qualquer ministério é preciso passar em um concurso. O Ministério da Fazenda abre vagas para analistas, que podem atuar em diversas áreas, como mercado de capitais, infraestrutura, auditoria, entre outras. O salário é em média 13.000 reais.

O Ministério do Planejamento tem como objetivo promover o crescimento econômico. Esse ministério contrata:

Analistas de infra-estrutura: Esse profissional planeja, coordena e fiscaliza projetos do Governo Federal ligados a infraestrutura, como saneamento básico, energia, etc.

Especialista em políticas públicas e gestão governamental: Esse profissional é responsável pela formulação, implementação e avaliação das políticas públicas do ministério.

Analista e técnico do planejamento e orçamento: Auxilia na elaboração da programação orçamentária do país, projeta receitas, despesas e o cenário fiscal do país.

Também realiza estudos a fim de diagnosticar problemas e prioridades, para propor estratégias para resolver esses problemas.

Para ser ministro, é preciso ser nomeado pelo presidente da república.

 

Isso requer que você seja um profissional com uma trajetória acadêmica (seja um pesquisador e estudioso de um assunto), tenha experiência em cargos de renome, e que seja um profissional excelente.

 

Ou então que venha de uma carreira política, como um deputado, por exemplo. Como é um cargo por nomeação, muitas vezes serve como troca de favores políticos.

Prefeituras e Secretarias

O economista pode trabalhar também em prefeituras e secretarias municipais, estaduais e federais.

Em uma prefeitura, o economista pode realizar atividades relacionadas a viabilidade econômica de projetos, com o objetivo de ajudar a prefeitura a adquirir benefícios fiscais e financiamentos, auxiliar no processo de licitação, e realizar análises e estudos econômicos.

 

Em secretarias, sua função é semelhante, porém realiza atividades mais específicas dependendo de qual secretaria irá trabalhar, se é secretaria da educação, do meio ambiente, da saúde, etc. 

Para trabalhar em uma prefeitura é preciso passar em um concurso, para ser secretário, ou coordenador é preciso ser nomeado pelo prefeito.

 

O salário varia de acordo com a prefeitura e o cargo, em prefeituras de cidades grandes o salário costuma ser maior.