Onde o Arquiteto Pode Trabalhar?

Veja abaixo os principais lugares que o arquiteto pode trabalhar.

Área Acadêmica 

A área acadêmica é a área que se dedica à pesquisas científicas. A sua função é realizar pesquisas com intuito de resolver problemas, facilitar processos, obter mais informações sobre determinado assunto, contribuir para a melhoria de algo, e passar conhecimento.

Quem escolhe essa carreira pode fazer pesquisas na área que desejar.

A grande maioria dos pesquisadores trabalham em uma universidade e são professores também, mas isso não acontece necessariamente.

Para trabalhar em uma universidade pública é preciso passar por um concurso, ou trabalhar como temporário. Em faculdades particulares o que conta é o currículo acadêmico. 

Um pesquisador/professor pode chegar a ganhar altos salários, mas para isso é preciso tempo e dedicação.

Para seguir esta carreira é importante gostar de estudar, e se envolver no máximo de atividades acadêmicas que puder.

Quando ainda estiver na graduação, você pode participar de um projeto de iniciação científica, outros projetos de pesquisa e participar de eventos acadêmicos.

A participação nessas atividades contam pontos no seu currículo. É essencial que siga estudando, que faça mestrado,  doutorado, e gostar da vida acadêmica.

O arquiteto pode trabalhar realizando pesquisas sobre os mais diversos assuntos. Pode estudar a relação da arquitetura com as cidades, técnicas de preservação patrimonial, conservação e restauro, questões relacionadas a urbanização, como gestão e planejamento urbano, história da arquitetura, estética, estudos relacionados a sustentabilidade, entre muitas outras coisas.

 

Setor Público

O setor público tem como função fornecer bens e serviços para os cidadãos.

O profissional que trabalha nesse setor está gerando impacto direto na vida da população. ​

A carreira no setor público tem muitas vantagens, como estabilidade financeira, uma jornada de trabalho reduzida, licenças remuneradas, abonos, salários iniciais atraentes, entre outros benefícios.

Mas há algumas desvantagens também, com certeza você já ouviu alguém dizer que o setor público não funciona como deveria funcionar.

O trabalho pode ser muito burocrático, muitas vezes depende de outras pessoas e de questões políticas, por conta disso, os resultados podem demorar a vir e é muito fácil o funcionário se sentir desestimulado. É preciso paciência e persistência.

 

Concurso público

 

Para seguir carreira pública, os profissionais passam por um concurso público. 

Se essa for sua intenção quanto mais cedo começar a se preparar para um concurso mais chances tem de conseguir a vaga.  Para isso é só preciso estudar!

Mas nem todos os cargos no setor público são por meio de concurso, há também os cargos de confiança, que são por nomeação, e os cargos políticos.

Cargos de gestão, de chefia e de formulação de políticas pedem bons conhecimentos acadêmicos, por isso é comum que as pessoas que almejam esses cargos continuem os estudos além da graduação e se envolvam em atividades acadêmicas.

O setor público contrata muitos arquitetos, a maioria das vezes para tratar de coisas relacionadas a área de urbanismo. Veja abaixo os locais que costumam abrir concurso para o arquiteto.

Prefeituras e secretarias

Companhias de Saneamento

Outras Empresas Estatais como a Petrobrás

Exército – Departamento de Engenharia

 

Em todos esses lugares o arquiteto desempenha funções parecidas, pode acompanhar e fiscalizar projetos de arquitetura que foram realizados por terceiros. Podem prestar assessoria a gestores que trabalhem com planejamento urbano (no caso de prefeituras) e até criar normas relacionadas a arquitetura.

Nas companhias de saneamento vai trabalhar com obras de saneamento e abastecimento de águas. Muitas vezes realiza estudos sobre impacto ambiental.

Em determinados lugares, como secretarias, o arquiteto pode ter funções específicas, como por exemplo, participar do planejamento e execução de atividades de regularização fundiária rural e urbana (elabora medidas urbanísticas para a regularização de assentamentos irregulares), fazer estudos de acessibilidade etc.

 

Além de prefeituras e empresas estatais, há alguns órgãos que contratam arquitetos, como agências de desenvolvimento e o IPHAN (falamos sobre o IPHAN aqui, em conservação e restauro).

Os salários no setor público para os arquitetos costumam ser muito atrativo, em média 9.000 reais.

Mas para efetivamente exercer um cargo de gestão, como secretário, é preciso ser nomeado. Órgãos responsáveis por gestão são secretarias e ministérios.

 

Cada cidade tem secretarias diferentes, de acordo com suas necessidades, mas o arquiteto pode trabalhar em várias delas.

 

Alguns lugares tem secretarias de obras públicas, de urbanismo e de assuntos metropolitanos, mas esse profissional pode participar até da secretaria do meio ambiente.

 

Setor privado

Para conseguir um emprego em uma empresa, o mais importante é que tenha experiência e contatos.

Quando ainda estiver na faculdade procure se envolver no máximo de atividades que puder, participe de projetos, vá a eventos acadêmicos e procure fazer estágio (falamos sobre estágio aqui), para saber quais são as atividades extracurriculares mais comuns em faculdades clique aqui.

Também procure ir montando seu portfólio: Você pode colocar no seu portfólio tudo que você já criou, e isso inclui coisas que fez na faculdade e em concursos de arquitetura.

Falando em concursos, abaixo há um link de um site sobre arquitetura que divulga competições.

 http://www.archdaily.com.br/br/search/competitions

Outra coisa que pode ajudar muito no seu currículo, seja você estudante ou não, é fazer trabalho voluntário.

 

Há várias ongs e projetos que trabalham com questões relacionadas a habitação, ou que demandam o trabalho do arquiteto de alguma forma, como TeTo, Um teto para o meu país, e muitas outras.

A arquitetura é um poderoso  instrumento de mudança social.

Escritório de Arquitetura

Um escritório de arquitetura é o principal local de trabalho do arquiteto.

 

Quando alguém quer construir uma casa, uma fachada de escritório, uma indústria, simplesmente fazer uma reforma, ou decorar algum lugar, vai até um escritório de arquitetura e o arquiteto elabora um projeto.

Você pode ser um funcionário de um escritório, ou abrir seu próprio escritório (como é o desejo de muitos arquitetos).

 

Se você deseja abrir seu escritório é importante lembrar que além de arquiteto será um empreendedor, e é preciso tratar seu trabalho como um negócio, procurar conhecer o mercado, entender de questões administrativas e como atrair clientes.

 

O mais recomendado é que você trabalhe em outros lugares antes de abrir seu escritório.

Em grandes empresas é comum que o candidato tenha que passar por um processo de trainee.

Há diferentes tipos de escritórios de arquitetura. Mas qualquer que seja seu local de trabalho e sua área de atuação é importante que tenha um bom relacionamento com engenheiros civis.

 

Você vai precisar de um até durante o desenvolvimento do seu projeto, pois é ele que será encarregado de executar o que você planejou, e se você não trabalhar com um engenheiro, é importante que tenha contato com um, pois é preciso saber para quem vai encaminhar seu projeto antes de começar a fazê-lo.

 

 

Construtoras

O arquiteto também pode trabalhar em construtoras, essas empresas são responsáveis pela execução física do projeto do arquiteto, ou seja, trabalham com construção civil, contratam mão de obra (pedreiros), máquinas equipamentos etc.

É o principal local de trabalho do engenheiro civil. Mas o trabalho do arquiteto que trabalha em construtoras não é muito diferente do arquiteto comum.

 

Essa profissional vai elaborar projetos de arquitetura de acordo com especificações técnicas, é um trabalho mais próximo da engenharia civil, é preciso entender de obras e coisas afins.

 

O arquiteto que trabalha em construtoras, normalmente tem um cargo como projetista ou analista de projetos e, muitas vezes, principalmente se for analista de projetos, terá uma função mais administrativa.

 

Assessoria

O arquiteto, pode ainda, trabalhar como assessor, que é uma espécie de consultoria.

Há serviços que auxiliam o cliente qual cor devem pintar determinada parede, ou como as coisas ficam melhores distribuídas, qual o melhor lugar para colocar o sofá ou onde colocar um quadro.

Veja também as áreas de trabalho do arquiteto.