Mercado de trabalho em gastronomia

O gastrônomo pode trabalhar em muitos lugares veja abaixo: 

-Hotéis: Trabalha no restaurante do hotel, fazendo as mesmas atividades do que em um restaurante comum, prepara pratos, elabora cardápios e administra o restaurante.

-Restaurantes

-Lanchonetes

-Bufês

-Empresas de serviços alimentícios: empresas que administram restaurantes dentro de outras empresas.  

-Indústria alimentícia: Trabalham desenvolvendo produtos alimentícios (criam receitas), como massa para bolo, etc

-Hospitais

-Companhias aéreas

Além de trabalhar nesses lugares, o gastrônomo pode:

 

Abrir um negócio

Provavelmente, o sonho da maioria das pessoas que fazem curso de gastronomia é abrir um restaurante.

 

Mas é importante lembrar que um restaurante é também uma empresa, apesar de ser uma ideia muito atrativa, é um trabalho muito difícil, é preciso conhecimentos sobre como administrar um negócio para que ele dê certo.

 

Felizmente nos cursos de gastronomia é comum que os alunos tenham aulas de administração e empreendedorismo.

 

Além de restaurantes há diversos outros empreendimentos na área gastronômica, como padarias, buffet, docerias, empresas que somente entregam comidas,  etc.

 

Prestar consultoria

O gastrônomo pode também prestar consultoria para pessoas que estejam interessadas em abrir restaurantes.

 

Mas para ofertar esse serviço é preciso ser um profissional experiente e ter conhecimento do mercado.

 

Setor Público

O setor público também abre vagas para gastrônomos, esse profissional pode trabalhar em escolas e prefeituras realizando testes de aceitabilidade dos alimentos, e auxiliando o nutricionista do local.

 

Também pode atuar cuidando de recepções e eventos em prefeituras.

 

O que o gastrônomo pode fazer na cozinha?

 

Dentro de uma cozinha cada cozinheiro tem suas especialidades, abaixo estão listadas quais são elas, mas não são todas as cozinhas que possuem todos os profissionais, em restaurantes menores é comum que cozinheiros acumulem funções.

Chef: Como o próprio nome diz é o chefe da equipe, é responsável pela cozinha, ele organiza e coordena o serviço de todos, elabora o cardápio, supervisiona a elaboração e execução dos pratos, a apresentação e garante que o cliente tenha um bom atendimento.

 

Para ser chefe é preciso passar por todas as áreas da cozinha. 

Subchef: É  assistente direto do chef, também seu substituto, ele supervisiona o trabalho dos demais funcionários e é responsável pelo treinamento deles.

Saucier: Responsável pela elaboração dos molhos.

 

Garde Manger: Responsável pela elaboração de pratos e molhos frios (gelatinas, patês, etc).

Rôtisseur: Responsável pela elaboração de carnes, aves e peixes.

Etremetier: Responsável pelos acompanhamentos, como massas, sopas legumes, etc.

Aboyeur: Responsável pela organização dos pratos, para que não haja atrasos, para que a comida não fique fria ou que vá para o cliente errado.

 

Patissier: Responsável pelas sobremesas, coordena a equipe de confeiteiros.

 

Tournant: É o substituto, quando um cozinheiro não vem ou está de folga esse profissional substitui ele, é importante que tenha conhecimento em diversas áreas da cozinha.

 

Poissonnier: Responsável por pratos que contenham frutos do mar: peixes, moluscos, etc.

 

Boulanger: responsável pela preparação dos pães.

 

Auxiliar de Cozinha: auxilia os cozinheiros em diversas tarefas. Muitas vezes os ajudantes são responsáveis por cortar cebola e legumes, mexer molhos, e atividades básicas.

 

Plongeur: Responsável pela limpeza do ambiente e higienização dos equipamentos e utensílios.

Veja também onde há cursos de gastronomia no Brasil e no exterior.