Técnico em Enfermagem

O técnico em enfermagem é o profissional responsável por auxiliar o enfermeiro em diversas situações.

Ele realiza procedimentos mais simples, como medir a pressão arterial, administrar medicamentos, coleta de sangue e coisas afins.

 

Também trata de pacientes que estão em estado grave, auxiliando no processo de recuperação, fazendo troca de curativos, administrando remédios e ajudando em coisas simples, como comer e tomar banho.

 

Auxilia no transporte e imobilização de vítimas, na reanimação, e outras atividades.

Para ser técnico em enfermagem, é preciso gostar de pessoas, saber lidar bem com elas, ter muita paciência, cuidado, saber trabalhar em equipe, e ser muito responsável, pois está lidando diretamente com a saúde dos seus pacientes.

 

Como é o curso?

O curso de técnico em enfermagem dura cerca de 2 anos e meio. Na grande maioria dos cursos, você pode parar no meio do caminho e se formar em auxiliar de enfermagem.

Mas se você já iniciou o curso técnico, não recomendamos que faça isso, termine o curso, até porque o técnico costuma ter mais empregabilidade que o auxiliar, pois ele sabe como fazer o serviço do auxiliar de enfermagem, e muitos locais preferem contratar somente um técnico do que um técnico e um auxiliar.

Durante o curso, o aluno estuda assuntos bem abrangentes ligados a saúde, como aplicação de vacinas, sintomas e sinais de doenças, como abordar um paciente, como organizar uma rotina de atendimento, cuidados neonatal, aprende a fazer relatórios, a administrar medicação, entre outras coisas.  

O estudante também tem várias matérias teóricas, como anatomia, microbiologia, farmacologia, e muitas outras. O aluno também faz estágio, que é obrigatório e supervisionado.

Este curso, é ofertado em muitos lugares, pois é bastante comum. Antes de escolher onde estudar, verifique se o curso é credenciado pelo MEC, e qual sua nota. Se não for, não faça o curso em hipótese alguma, pois seu diploma não vai ter validade!

Outra coisa a se observar é o lugar onde é feito estágio, pergunte como ele funciona nas escolas técnicas que te interessam, e escolha o curso que ofereça o melhor estágio.

A mensalidade do curso varia com o lugar que você vai fazer, mas normalmente fica entre 300 à 600 reais.

Na maioria dos lugares, os cursos são ofertados nos 3 períodos, matutino, vespertino e noturno.

 

Mercado de Trabalho

Há uma grande demanda pelo técnico em enfermagem, pois todos os hospitais precisam desse profissional.

Além de hospitais (que é o principal local de trabalho), o técnico em enfermagem pode trabalhar em clínicas médicas, laboratório de exames, escolas e creches.

 

Pode, ainda, prestar atendimento domiciliar, atendendo em casa, pessoas que precisem de cuidados especiais (idosos, pessoas que estão se recuperando de uma cirurgia, que possuem uma doença grave etc.).

Em hospitais grandes, é mais comum encontrar técnicos em enfermagem trabalhando em centros cirúrgicos e unidades de terapia intensiva, cuidando de pacientes que estão em estado grave.

O técnico pode trabalhar também no setor público. Há vários concursos para esse profissional, a grande maioria são para trabalharem em hospitais públicos e postos de saúde.

Além de realizar atividades gerais no hospital, o técnico pode trabalhar em setores específicos, como no setor de oncologia, obstetrícia, cirurgia etc.

Hoje, existe uma exigência do ministério da saúde que em hospitais que tenham esses setores, precisam de técnicos que tenham especialização na área.

 

Para isso, os técnicos precisam fazer um curso de especialização, na área que desejar (oncologia, UTI, pediatria etc.)

O salário para o técnico em enfermagem é cerca de 2.000 reais.

 

Diferenças entre o técnico e o enfermeiro

 

Uma das principais dúvidas a respeito dessa profissão, é qual exatamente a diferença entre o técnico de enfermagem e o enfermeiro.

 

O técnico e o enfermeiro desempenham funções bastante parecidas, a única diferença entre os dois é o grau de complexidade e abrangência.

 

O enfermeiro tem muito mais responsabilidades que o técnico, uma parte do seu trabalho, inclusive, é planejar e liderar as atividades do técnico, mas o conhecimento que o técnico tem, o enfermeiro também tem.